7.2.07

Largo do Chiado Cheio de "SIM"

Várias dezenas de pessoas (e jornalistas, fotógraf@s, câmaras de televisão,...) apareceram no Chiado para dizer SIM na "Flash Mob" que convocámos para ontem.

Estamos a preparar um filme da acção para colocar aqui muito em breve. Até lá, sugerimos que vejam as fotografias e o vídeo publicados no PortugalDiário. [Actualização: Também já foi publicado outro vídeo aqui.]

Muito obrigad@ a tod@s @s que participaram na acção e/ou que a divulgaram, pelo vosso contributo crucial para o sucesso desta "Multidão Instantânea". Esperamos que se tenham divertido tanto quanto nós :)
a

12 comentários:

Anónimo disse...

Naaaaaaaaoooooooooo

Madalena disse...

Brilhante! Não pude ir, tive pena, mas fiquei encantada. Mal de quem pensa que assuntos sérios se têm de tratar chorando e que se negam o prazer da luta com alegria e convicção. Reencontro as feministas que recusão a vitimação permanente e se afirmam como pessoas de imaginação e iniciativa. Parabéns.

Teté disse...

A ideia tem piada!

Teté

LR disse...

Sim, foi divertido! Temos de fazer mais coisas destas.Parabéns pela ideia e pela mobilização. Passo a passo chegamos lá...

alice disse...

Parabéns pela ideia! Foi divertido.
Hoje de manhã estava um resistente 'sim' esquecido pelo pessoal da limpeza na parede da Benetton.

luís disse...

o vídeo da flash mob pelo SIM já está na net, em
http://www.blocomotiva.net

Colectivo Feminista disse...

O vídeo está muito bom, Luís. Parabéns!

Sandra disse...

Gostava de ter ido. :(
Parabens pela iniciativa.
Sandra*

yasmin disse...

Parabéns a tod@s pela iniciativa... foi algo bonito de se ver... o video está muito bem feito... esperemos que o dia hoje seja um ponto de viragem na lei e na vida de muitas mulheres

qimladen disse...

Curioso!...
@s "Democr@t@s",donas exclusivas do seu corpo e de outros pequenos poderes à espera ansiosamente da caridade dos Outros através dos instrumentos da democracia.
Será hipocrisia, estupidez, infantilidade ou um pouco de tudo à mistura?
Qimladen

Sibila disse...

QUIMLADEN justiça ao nome que escolheste. Sabes, os insultos é coisa que as feministas se habituaram há mais de 100 anos. Não esperamos caridade, mas justiça, pois estamos inseridas numa sociedade que se quer democrata. Não és dono do teu corpo? Quem te vigia as ejaculações? Quem te controla os prazeres e sofrimento? Achas que o estado te deve impôr comportamentos, com quem dormes, com quem tens relações e como, com a forma como resolves problemas íntimos. Chega de Big Brother! Tens que te reger através das leis existentes, como nós, e fazes infracções, como nós.

Fragmentada disse...

Tb em:

http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Galeria.aspx?content_id=22030

Excelente iniciativa!!!