20.5.06

Em directo da "Mais Bela Bandeira do Mundo"....

Estava a ver a emissão do dito evento quando a apresentadora, que tinha acabado de entrevistar a mulher de um jogador de futebol da Selecção, diz "Agora vamos parar um pouco a transmissão, porque conversa de mulheres tem de ter sempre coscuvilhice"

Já não nos bastavam os estereótipos todos com que fomos bombardead@s durante a divulgação do evento, temos de levar com ainda mais estereótipos e afirmações parvas durante a emissão do evento!

"Mais de 30 mil mulheres a apoiar a selecção nacional" diz a apresentadora...

Só me resta dizer uma coisa a quem está a organizar o evento: mantenham as mulheres sob controlo! É que se as 30 mil mulheres começarem a coscuvilhar todas ao mesmo tempo (já que aparentemente, ou como se diz por aí, é algo que lhes é inato) podem-se distrair e depois não há bandeira para ninguém....
a

5 comentários:

abrunho disse...

Os meus amigos homens sao mais coscuvilheiros. Cansam. Quem foi pra cama com quem, quem anda com quem, quem deixou quem. A única coisa divertida é eu pensar no estereótipo. Eu já impus regras: recuso-me a falar da vida dos outros por telefone, msn ou email. De resto, com conta e medida, sem maldade e algumas gargalhadas, eu também entro.

sabine disse...

Gostei do blogue. Vou adicioná-lo na minha barra lateral.

Colectivo Feminista disse...

Obrigad@, sabine. Volta sempre! :)

pedro silva disse...

Portanto,um blog feminista só tem isto a dizer acerca da bandeira?
Desculpem lá, mas morreram antes de começar...

Ana disse...

Há tanto para dizer sobre esta bandeira! E há tanto para dizer sobre nacionalismo, futebol, campanhas publicitárias, etc...
Mas aqui gostaria de acrescentar: BELA? Mas porquê esta mania de que as mulheres têm que ser bonitas, como se isso fosse um elogio? como se fossemos objectivos decorativos? Sei bem que se crescemos nesta sociedade, o mais certo é também acharmos que temos que ser belas, porque a beleza é sem dúvida incentivada. Qualquer dia torna-se uma exigência para nos conseguirmos sentir bem, o que até já acontece para muitas mulheres.

Esta bandeira foi uma tristeza, um momento de decoração para fazer publicidade ao BES e à SIC. E fico mais triste ao pensar que afinal as mulheres se mobilizam, mas apenas para eventos que em nada melhoram as suas condições de vida ou a de outros. Tudo em nome de uma sentimento que apenas serve para se esquecerem da vida que têm.