21.6.06

Paixões Masculinas (?)

A Playboy TV lançou em Espanha esta campanha publicitária alusiva ao Mundial.

Imagem encontrada aqui

Segundo o anúncio, as duas grandes paixões dos homens são o Futebol e a Playboy.
E, no entanto, há quem diga por aí que @s feministas é que têm o hábito de fazer generalizações estereotipadas e exageradas sobre os homens...
a

3 comentários:

Vanessa Sousa Dias disse...

LOL.Eu adoro-te, Taxista. Adoro-te. Agradeço as tuas perspectivas não-obscurantistas que me provocam o empático riso!

Existem muitas generalizações, muitas inflexibilidades, muitas gavetas fechadas; existem resistências, ideias feitas, conceitos que consomem mentes, que as devoram sem percepção desse auto- desgaste. Não somos preto vs branco, rosa vs azul, céu vs mar. Todos os passos contam... e parecem sempre tão pequenos - no entanto nunca deixamos de os dar porque cada um desses passos, por mais insignificante que possa parecer, é parte da construção de um longo caminho. Tanto que temos para trás... e tanto que ainda aguarda, no horizonte, nossa frente.

Pouco me tenho disponibilizado a aparecer por aqui -hoje faço uso das insónias e cá estou! Vou ler e reler tópicos de conversa e respectivos comentários. A última vez que por aqui passei senti-me tanto indignada quanto curiosa: li comentários de pessoas visivelmente incomodadas com o trabalho do colectivo, com as posturas; teorizei que injurias lançadas, uma vez lançadas, demonstram neurónios pululando e gesticulando... expressões de atavios sociais. E são positivas, estas aparições, creio-o. Vejamos, quem se dá ao trabalho de entrar num blog, ler, tecer comentários, formular um raciocínio mais-ou-menos estruturado-argumentativo em tom pejorativo [não me refiro ao que se designaria por "criticas construtivas",atenção], das duas uma, ou não tem mesmo nada de melhor a fazer ou então... sente tal incómodo, uma arrelia na espinha, que rebenta em palavras - e isso é bom - é reacção, é o contrário de indiferença!! A indiferença não provoca mudança... a indiferença é conformismo, é alheamento... reacção implica pensamento, implica uma implicação no sentido lato do termo, implica acção sob alguma(?) estrutura... implica, em suma, reflexão. E essas reflexões são úteis, tanto para os e as feministas (para compreensão global das opiniões que circundam este movimento social),e, quem sabe, provavelmente um dia poderão ser úteis para quem as tece... podem ser um importante ponto de partida para a mudança, para novas formas de equacionar os moldes em que vivemos.

Despeço-me de vós. Continuação de um bom trabalho :) Atentamente,
vsd.

Huckleberry Finn disse...

Ó homem... a Playboy tem todo o direito de generalizar o estereotipo... porque eles vendem a categorias de homens e mulheres bem definidas e estereotipadas!
Não exemplifique como argumento um esquema de marketing de uma empresa e consequente público alvo (bem definido) para vitimizar e desculpar quando os ou as feministas generalizam (não todos como é claro)...

Quanto ás minhas grandes paixões. São as mulheres.

Huckleberry Finn disse...

É verdade... quase que me esquecia do mais importante... as "duas" paixões a que se refere a publicidade... não são futebol ou a Playboy. Deixe de ser obtuso e reconheça (mau ou bom é ironia) o humor da Playboy, que é é muito parecido com aquilo que você mostrou no seu pin... ou seja a mais reles forma de fazer humor... a ironia.