11.10.08

A Verdadeira Ignorância e Arrogância

A jurista [Isilda Pegado] ilustra com uma palavra a discussão em torno do casamento homossexual: um “folclore”. “Tenho muitos amigos homossexuais, tenho clientes homossexuais agora se me perguntar se este folclore é bom para os homossexuais, acho que não. Os verdadeiros homossexuais não estão nada disponíveis para este folclore”, avança Isilda Pegado. “Os verdadeiros são aqueles que vivem interiormente a sua condição homossexual”.

(retirado daqui)

Mas quem é que deu a esta mulher (presença habitual no nosso blog - veja-se aqui e aqui por exemplo) o direito de decidir o que é, ou quem é, um "verdadeiro homossexual" (sic)?

E se "os verdadeiros [homossexuais] são aqueles que vivem interiormente a sua condição homossexual", então parece-me que ela devia viver interiormente a sua condição de reaccionária homofóbica e deixar de regurgitar baboseiras sobre os direitos e as opções d@s outr@s. Haja paciência!

Taxista Feminista
a

3 comentários:

Lú disse...

Vocês poderiam escrever algo sobre isso aqui ó: http://revistatrip.uol.com.br//coluna/conteudo.php?i=25613

o colunista Henrique Goldman, escreveu um texto fazendo clara apologia ao estupro...absurdo...

Barriguita disse...

Acho bonito esta minha melhor amiga ter precisamente escolhido usar o termo "folclore" quando ela propria me lembra sempre uma personagem de um qualquer de rancho folcrolico, daquelas com as voz minhas muito esganicadas, a dizer "aborto nao!", "homossexuais nao", "viva o casamento, viva a prociacao", "nao matem o zezinho", enquanto rodopia com as suas sete saias. Esta nao desiste enquanto nao explusar toda a gente do planeta que nao for como ela. :P

Águeda disse...

"Os verdadeiros são aqueles que vivem interiormente a sua condição homossexual"

Será que os verdadeiros heterossexuais são aqueles que vivem interiormente sua condição?

Ou melhor: talvez os verdadeiros religiosos sejam aqueles que vivem interiormente sua condição, sem querer "contagiar" os outros.

Vai entender o que se passa na mente dessa gente...